Representantes do Comando Nacional do Transporte não são recebidos por ministros

  • Por Estadão Conteúdo
  • 24/02/2015 19h31
Valter Campanato/Agência Brasil Pacote de medidas inclui facilitação ao crédito, obras em rodovias e desburocratização na emissão de documentos Pacote de medidas inclui facilitação ao crédito, obras em rodovias e desburocratização na emissão de documentos

Representantes do Comando Nacional do Transporte, grupo organizador do protesto dos caminhoneiros, não foi recebido por ministros do governo Dilma Rousseff. Eles tentavam encontros com o ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, e com a ministra da Agricultura, Kátia Abreu. 

Segundo Ivar Luiz Schmidt, um dos líderes do movimento, a expectativa é de que nesta quarta-feira, 25, eles sejam recebidos em uma audiência com Miguel Rossetto, secretário-geral da Presidência; com o ministro dos Transportes, xxx, e com Pepe Vargas, ministro das Relações Institucionais. 

Schmidt disse, no entanto, que o encontro ainda não foi oficializado. Ele ponderou que há uma dificuldade porque estão sendo apoiados por deputados da oposição, o que atrapalha o acesso aos ministros. Mais cedo, ele disse ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, que se o governo não sinalizar com uma redução no preço do combustível a manifestação vai continuar.