Reservas monetárias do Banco Central argentino voltam a cair moderadamente

  • Por Agencia EFE
  • 06/02/2014 23h02

Buenos Aires, 6 fev (EFE).- As reservas monetárias do Banco Central argentino registraram nesta quinta-feira uma nova queda moderada até US$ 27,802 bilhões, US$ 49 milhões menos que no fechamento da quarta-feira passada, segundo informou a autoridade monetária.

O ritmo de liquidação das reservas foi similar ao de ontem, quando perdeu US$ 57 milhões, um nível muito menor ao dos dois dias precedentes, quando perdeu cerca de US$ 100 milhões, e muito abaixo da média de US$ 200 milhões diários da semana passada.

Em comunicado, o Banco Central atribuiu a queda ao “cancelamento de obrigações várias”, enquanto a “variação das divisas frente ao dólar e os títulos externos que fazem parte das reservas arrojaram um saldo levemente positivo”.

Da mesma forma que ontem, a autoridade monetária “teve uma participação compradora”, em contraste com os dias anteriores quando tinha tido uma posição vendedora para tentar sustentar a cotação do peso argentino ou não tinha feito nenhuma intervenção.

Após a desvalorização de 23% registrada pelo peso argentino no mês passado, o mercado cambial oficial se mostrou estável e o dólar fechou hoje a 7,88 pesos por unidade, dois centavos abaixo do fechamento de quarta-feira. EFE