Rio Grande do Sul vai atrasar pagamento de dívida com União

  • Por Agência Brasil
  • 24/04/2015 15h50

José Ivo Sartori (PMDB) é eleito governador no RS

José Ivo Sartori (PMDB) é eleito governador no RS

O governo do Rio Grande do Sul vai atrasar o pagamento da parcela de R$ 280 milhões da dívida contraída com a União. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (24) pelo governador Ivo Sartori. Ele garantiu que o atraso é uma medida excepcional. A parcela mensal de abril, explicou Sartori, será paga entre os dias 10 e 11 de maio.

Segundo o governador, o atraso é necessário para que o estado mantenha em dia a folha de pagamento dos servidores do estado. “Não estamos aplicando calote, não estamos dando um golpe, porque sabemos que isso não é uma atitude correta sob o ponto de vista de relacionamento republicano e de entendimento das questões que devemos ter pela frente”, disse Sartori.

Para o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, é preciso aguardar e acompanhar a questão. “Tenho certeza que o governador do Rio Grande do Sul está fazendo todos esforços para tentar equacionar a situação financeira”, disse o ministro, no Palácio do Planalto.

Para ele, é necessário ter calma, porque “por enquanto, não aconteceu nada”. “Não vamos nos precipitar. Eu sei que ele [governador] está fazendo um esforço extraordinário”, completou.

Nesta quinta-feira (23), o governador se encontrou com o ministro da Fazenda em Brasília, e solicitou o repasse de recursos atrasados, desta vez, por parte da União. O estado informa ter crédito de R$ 200 milhões com o governo federal, em repasses de ressarcimentos referentes a exportações.

Após o entendimento em Brasília, o governo gaúcho divulgou o calendário do pagamento dos servidores públicos referentes ao mês de abril, começando pela próxima terça-feira (28) e terminando na quinta (30).