Sabesp altera cálculo e bônus na conta de água fica mais difícil na Grande SP

  • Por Jovem Pan
  • 01/02/2016 15h05

Quando a louça for muita Marcos Santos/USP Imagens Veja 10 maneiras de economizar água e luz na sua casa!

A partir desta segunda-feira (01), a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) terá um novo cálculo para dar desconto na conta aos que clientes que reduzirem o consumo de água.

Agora ficará mais difícil para a população obter o bônus na fatura a partir de fevereiro. O novo cálculo consiste na adoção, para cada cliente, de um novo Consumo Médio de Referência (CMR).

Até o final do ano passado, o CMR correspondia a uma média de consumo no período de fevereiro de 2013 a janeiro de 2014. Jà o novo CMR, para que se obtenha o bônus, será calculado pela multiplicação do antigo Consumo Médio de Referência por 0,78.

O desconto foi uma das medidas adotadas para estimular os consumidores a economizar água durante o período da crise hídrica. Agora, pelo novo cálculo, aqueles que já economizavam água para ganhar o bônus na conta, deverão economizar ainda mais.

Multas

As regras para a aplicação da tarifa de contingência, ou seja, a cobrança de multas para aqueles que aumentarem o consumo, não deverão ser alteradas e permanecerão até o final deste ano.

As residências que consomem até 20% mais, terão de pagar uma conta 40% mais cara. Aqueles que passarem de 20% terão multa de 100% no fim do mês.

Justificativa

A Sabesp afirmou ter constatado que houve redução no consumo de 22% no período de análise mais recente, de outubro de 2014 a setembro de 2015. As regras, aprovadas pela Agência Reguladora Estadual de Saneamento e Energia de São Paulo (Arsesp), valem até o fim de 2016.

A redução no consumo foi a justificativa da Sabesp para reajustar as médias de consumo na mesma proporção.

Faixas para obtenção de bônus

As residências que economizarem entre 10% e 15% o consumo de água terão desconto de 10% na conta. Os que reduzirem o gasto entre 15% ou 20% receberão bonus de 20%. Aqueles que economizarem 20% ou mais têm desconto de 30%.