Sabesp estuda antecipar uso do volume morto; Nível do Sistema Cantareira cai para 15%

  • Por Jovem Pan
  • 17/03/2014 16h06

O nível do Sistema Cantareira voltou a cair, de 15,2% para 15%. Com isso, a Sabesp estuda antecipar o uso do “volume morto”, água das áreas mais profundas das represas. Por enquanto, a ordem é de esperar a possibilidade de chuvas na região, algo que ainda não aconteceu.

A empresa cogitou utilizar o chamado “volume morto” em maio, mas pode já ser utilizado em abril. A Agência Nacional de Águas (ANA) vem pressionando a Sabesp e teme problemas de abastecimento durante a Copa do Mundo. Mesmo com a economia de água da população, a chuva continua sendo insuficiente para abastecer o Sistema Cantareira.

Em abril, Jardins, Brooklin e Itaim Bibi serão abastecidos pelo Sistema Guarapiranga. Além disso, o fornecimento de água foi reduzido à cidade de Guarulhos, que já causou problemas entre empresa e cidade.

Atualmente, o Sistema Cantareira abastece cerca de 9 milhões de pessoas na grande São Paulo.