São Paulo quer isenção de impostos federais embutidos no preço de bicicletas

  • Por Jovem Pan
  • 23/09/2014 09h47

A prefeitura de São Paulo quer isenção de impostos federais embutidos no preço das bicicletas visando impulsionar ciclovias. Atualmente, cerca de 70% do valor total dos equipamentos são cobertos pelo IPI, que é federal, e pelo ICMS, que é estadual.

No Congresso, há hoje 30 projetos que pedem a isenção total dos tributos, mas que esbarram na pressão de fabricantes da Zona Franca de Manaus. Cercado por defensores das ciclovias, Fernando Haddad pediu o fim dos impostos, mas disse que a prefeitura não é responsável pela medida.

Para cicloativistas, a medida evitaria que as pessoas desistissem de pedalar pela cidade e migrassem para carros e motos. O diretor da ONG Ciclo Cidade, Daniel Guth, disse a Victor La Regina que a carga de impostos equivale a de produtos nocivos, como cigarro e álcool.

A proposta de isenção tributária foi apresentada após Fernando Haddad ir da sua casa até a prefeitura de bicicleta no Dia Mundial Sem Carro. O prefeito levou cerca de 30 minutos para percorrer um trajeto de cinco quilômetros do bairro do Paraíso até o Viaduto do Chá.