São Paulo triplica capacidade do Copom com nova sede

  • Por Jovem Pan
  • 12/06/2014 12h30

A nova sede do Centro de Operações da Polícia Militar terá capacidade triplicada com serviço terceirizado de recebimento das ligações ao 190.  O governo do estado de São Paulo investiu R$ 85 milhões nas obras do prédio localizado na Luz e na aquisição de equipamentos de tecnologia.

A modernização vai permitir a ampliação do serviço de emergência da Polícia Militar e promete viabilizar o processo de terceirização do atendimento. Nesta quarta-feira, o governador Geraldo Alckmin falou da terceirização no atendimento 190 e da unificação dos serviços de emergência.

*Ouça os detalhes no áudio

Segundo o comandante Geral da Polícia Militar, um software norte-americano chamado “Detecta” irá unificar dados de diferentes sistemas de inteligência. À repórter Renata Gaspari, Benedito Meira, explicou o novo sistema e ressalta que toda a modernização visa atender a população logo no primeiro toque.

O Copom continuará sob comando da PM e os civis que farão o atendimento das chamadas serão treinados por policiais e supervisionados pelos militares. Segundo o secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, em 90 dias, os civis serão qualificados dentro do protocolo de atendimento da PM.

A Polícia paulista também terá planos de contingência, caso a empresa terceirizada falhe na prestação do serviço. O Copom garante que sempre haverá policiais militares aptos a desempenhar as funções do serviço de atendimento telefônico 190.