São Paulo vai ajudar a combater a escassez de água no nordeste

  • Por Jovem Pan
  • 26/12/2016 07h46
Sistema Cantareira permanece em nível estável

O Estado de São Paulo vai emprestar equipamentos utilizados no volume morto para combater a seca na Paraíba e em Pernambuco. Nesta segunda-feira (26), o governador Geraldo Alckmin assina um convênio com o ministério da Integração Nacional para firmar o empréstimo. Ouça AQUI.

Serão repassados quatro conjuntos de bombas flutuantes, cada um com capacidade de bombear até dois mil litros de água bruta por segundo. Os dispositivos foram utilizados para captação da reserva técnica do Sistema Cantareira, durante a crise hídrica que atingiu o Estado paulista.

O governador Geraldo Alckmin ressalta que o empréstimo será feito logo porque a região corre o risco de entrar em colapso.

“Com a transposição do Rio São Francisco, a água só chegaria ao reservatório de Campina Grande em março do ano que vem, entraria em colapso antes. Então com esse sistema de bombas gigantes, vai chegar antes a água, evitando um colapso, tanto na maior cidade do interior da Paraíba, que é Campina Grande, quanto no sertão de Pernambuco”, diz Alckmin.

A previsão é que os equipamentos sejam instalados no braço leste da transposição do Rio São Francisco. Campina Grande, na Paraíba sofre com a falta de chuvas fortes desde 2011 e atualmente o município enfrenta racionamento de água.

Informações do repórter Anderson Costa