São Paulo vai investir R$ 5 bilhões para retomar sistema regional de trem de passageiros

  • Por Jovem Pan
  • 12/09/2014 09h18

Uma Parceria Público Privada de R$ 5 bilhões pretende retomar trens de passageiros no Estado de São Paulo. A viagem entre a estação Água Branca, na zona oeste da capital, e a cidade de Campinas deverá ser realizada em uma 1h04min.

A linha do Trem Inter Cidade, nome dado ao projeto, terá 135 quilômetros de extensão, com paradas em Jundiaí e Americana. Falando ao repórter Marcelo Mattos, o presidente da CPTM, Mario Bandeira, ressaltou que o estado pretende lançar o edital no ano que vem.

*Ouça os detalhes no áudio

O trem entre Campinas e São Paulo já tem projeto concluído e licenciamento ambiental em andamento, mas depende do aval da União para o uso de áreas. A linha utilizará trechos existentes, após adequações, mas outros locais necessários são de propriedade da União.

Em 15 anos, de 1998 a 2013, o tráfego no sistema Anhanguera-Bandeirantes cresceu 550%: de 25 milhões para 165 milhões por ano. O presidente da Associação dos Engenheiros e Arquitetos do Metrô, Emiliano Afonso, ressaltou o esgotamento das estradas em 2030.

A velocidade do trem poderá atingir 130 km/h, com média estimada em 105 km/h. A expectativa para construção é de 5 anos, com a intenção de novas PPPs na sequência em linhas para Sorocaba, Vale do Paraíba e Santos.