Atendimento médico de má qualidade mata mais do que não ter acesso a hospitais

  • Por Jovem Pan
  • 06/09/2018 09h32 - Atualizado em 06/09/2018 09h36
ABrCerca de 5 milhões de pessoas morrem por ano em países de média e baixa renda por causa do atendimento precário

O atendimento médico de má qualidade mata mais do que não ter acesso a hospitais. É o que mostra uma pesquisa realizada pela Comissão de Saúde Global de Alta Qualidade e divulgada pelo jornal científico The Lancet.

Cerca de 5 milhões de pessoas morrem por ano em países de média e baixa renda por causa do atendimento precário. O número supera as 3,6 milhões de mortes por falta de acesso ao sistema de saúde.

Entre os 137 países de baixa e média renda estudados está o Brasil. No país, morrem 153 mil pessoas por causa de consultas de má qualidade — número três vezes maior do que as pessoas que morrem por não terem acesso a hospitais, que somam 51 mil.

Entre os principais problemas listados pelos pesquisadores estão falta de respeito, consultas rápidas e com falhas e preconceito.