Seca aumenta concentração de poluentes em São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 07/07/2014 09h54

A falta de chuvas, ventos mais fracos e umidade abaixo de 30% aumentam a concentração de poluentes em São Paulo. Esse ambiente afeta as vias aéreas das pessoas com aumento das doenças e dos óbitos por causas respiratórias.

O coordenador do Laboratório de Poluição Atmosférica da Faculdade de Medicina da USP recomendou cautela nesse período de seca. Em entrevista ao repórter Daniel Lian, Paulo Saldiva aconselhou o ouvinte JOVEM PAN quanto a horários para os exercícios.

*Ouça os detalhes no áudio

O pneumologista Edmir Félix da Silva Junior salientou que outro fator preocupante é a forte variação de temperatura entre o dia e a noite. Ele enfatizou que a inversão térmica é um risco maior para a saúde e dá algumas dicas de proteção.

Silva Júnior salientou ainda que São Paulo é uma das cinco cidades mais poluídas do mundo. Ele recomendou que os pais aproveitem as férias de julho para sempre que possível passear com as crianças longe da capital.