Secretário-geral da Otan diz que assassinato de embaixador é “ato atroz”

  • Por EFE
  • 19/12/2016 17h47
BR05 BRUSELAS (BÉLGICA), 13/06/2016.- El secretario general de la OTAN, Jens Stoltenberg, ofrece una rueda de prensa en vísperas de la reunión de los ministros de Defensa de la Alianza Atlántica, en Bruselas, Bélgica, hoy 13 de junio de 2016. EFE/Olivier HosletJens Stoltenberg

O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, condenou nesta segunda-feira o ataque contra o embaixador da Rússia na Turquia, Andrey Karlov, que acabou morto a tiros durante uma exposição fotográfica em Ancara.

“Minhas condolências a família e aos cidadãos russos. Não há justificativa para semelhante ato atroz”, afirmou Stoltenberg, em postagem no Twitter.

Depois de atirar em Karlov, Mevlüt Mert Altintas, um ex-policial de 22 anos, começou a gritar frases, em turco, que relacionavam o ataque à situação em Aleppo, na Síria.