Segundo laudo da PF, fornecedores da Petrobras pagaram R$ 35 milhões a doleiro

  • Por Jovem Pan
  • 05/04/2014 07h36

Fornecedores da Petrobras depositaram R$ 35 milhões na conta de uma empresa de fachada controlada pelo doleiro Alberto Youssef. A denúncia está em um laudo da Polícia Federal, que suspeita que a companhia em questão, a MO Consultoria, servia para repassar propina a políticos e funcionários públicos. 

A confissão de que a empresa não tem atividade foi feita por Waldomiro de Oliveira, empregado do doleiro, nome em que ela está registrada na Junta Comercial de São Paulo. 

Entre 2009 e 2013, passaram pela MO Consultoria cerca de 90 milhões de reais, valor com fortes indícios de ter um trânsito ilícito, segundo a própria PF. 

Os contratos da empresa eram uma forma de os fornecedores darem uma aparência legal a subornos, segundo a suspeita. 

As descobertas foram feitas durante investigação da Operação Lava Jato, que apura lavagem de dinheiro com uso simulado de importação e exportação. 

Alberto Youssef é o mesmo doleiro que disponibilizou um jatinho para que o vice-presidente da Câmara, André Vargas, viajasse para o Nordeste.