Sem resultado oficial de eleições, Netanyahu comemora vitória em Israel

  • Por Agência Brasil
  • 17/03/2015 19h50
ISR - ISRAEL/TURQUIA/FLOTILHA HUMANITÁRIA - INTERNACIONAL - O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, concede coletiva em seu escritório em Jerusalém, neste domingo (23). O ataque realizado por forças israelenses em 2010 contra uma flotilha que levava ajuda humanitária à Faixa de Gaza está de acordo com a lei internacional, afirmou um relatório sobre o tema divulgado neste domingo pelo governo de Israel. O documento sustenta que o bloqueio naval realizado no enclave palestino também é legal, segundo a lei internacional. 23/01/2011 - Foto: DEBBIE HILL/POOL/ASSOCIATED PRESS/AEBenjamin Netanyahu

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, comemorou hoje (17) o que chamou de “grande vitória” nas eleições legislativas do país, depois de sondagens de boca de urna apontarem empate técnico de seu grupo com a coligação de centro-esquerda União Sionista.

“Contra todas as probabilidades: Uma grande vitória para o Likud, uma grande vitória para o povo de Israel”, escreveu Netanyahu em sua conta no Twitter.

Mais de 5 milhões de israelenses votaram hoje nas eleições legislativas, antecipadas para decidir se o atual primeiro-ministro continua na chefia do governo e escolher 120 deputados.

Segundo as sondagens de boca das urnas divulgadas pela imprensa, o partido de direita do primeiro-ministro e a coligação de centro-esquerda do trabalhista Isaac Herzog estão em empate técnico, com 27 lugares cada um no Parlamento.

A Lista Árabe Comum, coligação de quatro partidos que representam a minoria árabe de Israel, tornou-se a terceira força política do Parlamento, com possibilidade de alcançar 12 ou 13 lugares, segundo as pesquisas. A coligação árabe poderá ter eso considerável na próxima legislatura, mas os analistas descartaram qualquer possibilidade de que façam parte do governo israelense.