Senado dos EUA aprova reforma da lei de vigilância da NSA

  • Por Agencia EFE
  • 02/06/2015 18h07

Washington, 2 jun (EFE).- O Senado dos Estados Unidos aprovou nesta terça-feira a reforma da lei de vigilância da Agência de Segurança Nacional (NSA) sem submetê-la a emendas, razão pela qual só necessita da rubrica do presidente Barack Obama para voltar a entrar em vigor após a expiração de algumas de suas disposições na meia-noite de domingo.

Algumas das partes da legislação conhecida como Patriot Act expiraram depois que os senadores não conseguiram colocar-se de acordo para aprovar a chamada Lei de Liberdade, à qual se opunham principalmente o líder da maioria, Mitch McConnell e o também republicano Rand Paul, mas por razões bem distintas.

Desta maneira, os EUA continuarão com suas práticas de vigilância, mas não será o governo que recopilará a informação dos cidadãos, tarefa que caberá agora às companhias telefônicas. EFE