Septuagenário, Hospital das Clínicas deve receber R$350 mi em investimentos

  • Por Jovem Pan
  • 14/04/2014 16h21
Vista aérea do Hospital das Clínicas

No próximo sábado (19) o Hospital das Clínicas de São Paulo completa 70 anos de existência. Somando todos os institutos e unidades do complexo, são atendidas 250 mil pessoas por mês, de acordo com Giovanni Guido Cerri, médico cardiologista e diretor da Faculdade de Medicina da USP, da qual faz parte o HC.

Mesmo com a grande quandtidade de atendimentos, a demanda e as filas ainda são grandes (sempre foram, como é possível ver nas imagens acima). Cerri anuncia, em entrevista exclusiva à Jovem Pan, melhorias, transformações e a expansão desse que é o maior complexo hospitalar da América Latina, que custarão ao todo R$350 milhões.

O diretor da FMUSP anunciou um aumento do número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), de 120 para “quase 200”. Para Cerri, essa é uma “grande necessidade” do hospital, que é muitas vezes procurado por casos graves.

Foi anunciado ainda que o HC vai “dobrar a capacidade para a cirurgia de obesos” e criar uma área com infraestrutura “adequada para esse tipo de paciente”.

“Estamos ampliando muito o pronto-socorro do Incor (Instituto do Coração)”, comunica também Guido Cerri, com a construção de um terceiro bloco. Segundo ele, para atender uma “demanda grande desses casos de baixa complexidade”.

Outra melhoria divulgada é a construção de um “novo instituto destinado a estudos de atendimento a dependentes químicos em (no Hospital Auxiliar de) Cotoxó, que vai poder não só atender, mas também formar recursos humanos que possam atender o problema da dependência química, que é cada vez mais grave no País”, avalia Cerri.

Outra unidade que deve ser ampliada é o Hospital Auxiliar de Suzano, na Grande São Paulo. Além dos casos para lá encaminhados, “vamos querer atender a população local também”, diz Cerri.

O Complexo do Hospital das Clínicas possui uma série de institutos especializados (Ortopedia e Traumatologia, Psiquiatria, do Coração, da Criança e Radiologia), além da unidade de retaguarda de Cotoxó, do Instituto de Medicina Física e de Reabilitação (inaugurado em 1975) e do conceituado Instituto do Câncer do Estado de São Paulo “Octávio Frias de Oliveira”.

E, claro, o Instituto Central, inaugurado em 19 de abril de 1944. Confira acima imagens históricas do HC, que completa 70 anos.