Sobe para 150 o número de mortos nas explosões de Tianjin

  • Por Agencia EFE
  • 30/08/2015 11h59

Pequim, 30 ago (EFE).- O número de mortos pelas explosões de um armazém de produtos químicos no porto de Tianjin, no norte da China, subiu para 150, enquanto ainda há 23 desaparecidos, informaram neste domingo as autoridades do país.

Outras 367 pessoas seguem hospitalizadas, 20 delas em estado grave ou crítico, segundo dados oficiais divulgados pela agência “Xinhua”. Entre os mortos pela tragédia ocorrida no último dia 12 de agosto estão 92 bombeiros, 10 policiais e 48 civis. Além disso, há 12 bombeiros e um policial entre os desaparecidos.

As explosões ocorreram em um depósito que armazenava irregularmente cerca de 3 mil toneladas de produtos químicos, entre eles 700 toneladas de cianureto de sódio.

As equipes de resgate encontraram na região de isolamento em torno do local do acidente níveis de cianureto até 23 vezes superiores aos limites considerados como seguros.

No entanto, as autoridades garantem que a qualidade do ar fora da região do porto é boa. A partir de amanhã, as escolas do distrito de Novo Binhai, onde está o complexo portuário, voltam a funcionar como estava inicialmente previsto. EFE