Sociedade Rural Brasileira se posiciona contra indicação de Fachin para STF: “não possui legitimidade”

  • Por Jovem Pan
  • 27/04/2015 16h41
Dilma indica jurista Luiz Edson Fachin

A Sociedade Rural Brasileira se posicionou contra a indicação de Luiz Fachin para ministro do Supremo Tribunal Federal. O presidente da entidade, Gustavo Diniz Junqueira, disse ao repórter Thiago Uberreich que o advogado não possui legitimidade por já ter defendido os sem- terra e o PT.

“A nossa visão é que para você ser um ministro do STF, tem que ter um compromisso com o país em primeiro lugar e não com instituições, quaisquer que ela seja. Então, a aproximação e o trabalho da vida dedicado aos movimentos sem-terra e advogar em favor do Partido dos Trabalhadores, a nossa opinião coloca ele em uma situação que ele não tem as credenciais para atuar como um bom ministro”, explicou.

Gustavo Diniz Junqueira acrescentou ainda que o endosso do Congresso ao nome de Luiz Fachin vai mostrar que o parlamento está desconectado com as ruas. A sabatina do ministro no Senado deverá ser realizada nesta quarta-feira (29).

Agronegócio

Em visita a Agrishow, em Ribeirão Preto, o presidente da Sociedade Rural Brasileira afirmou que o setor vai crescer pouco em 2015.

“Se você não tiver crédito, e esse crédito tiver disponibilizado, nós corremos risco de no ano que vem termos um problema grave na produção nacional e isso vai afetar ainda mais a situação econômica do país. O que nos preocupa é o mercado interno muito mais frágil, você tem a inflação comendo a renda das pessoas e aí o consumo diminui. O agronegócio vai dar sua contribuição, mas não podemos contar com isso para resolver o problema do Brasil”, disse.

O presidente da Sociedade Rural Brasileira, Gustavo Diniz Junqueira, ressaltou ainda que o momento é incerto e 2015 não será um grande ano.