SP não vê problemas de abastecimento do RJ com captação de água do Paraíba do Sul

  • Por Jovem Pan
  • 21/03/2014 08h54

Mapa de 2005 mostra que o Rio Paraíba do Sul passa pelos dois estadosBacia Leste

O governo paulista não vê riscos para abastecimento do Rio de Janeiro com captação de água do Paraíba do Sul, mas a agência encara com desconfiança. A obra foi sugerida à Agência Nacional de Águas, órgão federal, como forma de amenizar a seca do Cantareira em São Paulo.

O nível do sistema voltou a cair e está com 14,6% de armazenamento, o mais baixo da história. A obra para captar o excedente do Paraíba do Sul teria duração de 18 meses e não ajudaria de imediato a amenizar a crise em São Paulo.

A Secretaria de estado do Ambiente do Rio de Janeiro alega que a capacidade hídrica já tem problemas no período de estiagem. Em entrevista ao repórter Thiago Uberreich, o governador paulista, Geraldo Alckmin ressaltou que todas as garantias serão dadas.

*Ouça os detalhes no áudio

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, acrescentou que a situação do sistema Cantareira é excepcional. O presidente da Agência Nacional de Águas, Vicente Andreu Guillo, teme, por exemplo, problemas para abastecer o Rio de Janeiro em tempos de seca.

O presidente da ANA, Vicente Andreu Guillo, explicou que a obra para a transposição depende de aval do DAEE porque o rio está em São Paulo. O governador fluminense, Sérgio Cabral, afirmou nesta quinta-feira que não vai permitir que a retirada de água do rio Paraíba do Sul prejudique o Estado.