Suprema Corte líbia declara novo parlamento inconstitucional

  • Por Agencia EFE
  • 06/11/2014 10h20

Trípoli, 6 nov (EFE).- A Suprema Corte de Trípoli declarou nesta quinta-feira a inconstitucionalidade do novo parlamento líbio, que esta localizado em Tobruk, a 1.500 quilômetros ao leste da capital.

A decisão representa a dissolução do novo parlamento líbio e a invalidação das decisões tomadas até aqui pela casa, como por exemplo encarregar ao primeiro-ministro em fim de mandato, Abdallah Al-Thani, a formação de um novo governo.

Na audiência de hoje, a corte anulou a emenda constitucional que tinha estabelecido as eleições de 25 de junho e da qual surgiu o novo parlamento líbio.

Esta emenda foi apresentada para pôr fim à crise política e de segurança que o país atravessa.

O novo parlamento, que conta com reconhecimento internacional, mantinha apenas o controle sobre uma pequena porção do território da Líbia.

O novo parlamento, que desde sua constituição, em 4 de agosto, reúne-se em Tobruk, não é reconhecido pela Assembleia Legislativa (Congresso Nacional Geral), situada em Trípoli, que rejeitou sua legitimidade e nomeou um Executivo paralelo. EFE