SUS ainda não oferece tratamentos de última geração para cura do câncer de mama

  • Por Jovem Pan
  • 13/10/2014 11h17

Os tratamentos de última geração para a cura do câncer de mama ainda vão levar um bom tempo para obter cobertura do SUS. As medicações importadas e muito caras impedem o atendimento de protocolos internacionais no sistema brasileiro de saúde pública.

O diretor do Instituto do Câncer de São Paulo contou que hoje prioriza-se a cirurgia conservadora com a preservação da mama e da auto-estima da mulher. Para tumores em fase inicial, há a quimioterapia antes da cirurgia; já os casos mais graves , dispõem de novos métodos, explicou o oncologista Paulo Hoff.

*Ouça os detalhes no áudio

O diretor-geral do ICESP acrescentou que o câncer de mama é a segunda neoplasia mais comum entre as mulheres. E o oncologista Fernando Maluf contou que a chance de cura do tumor de mama é de 95%, quando detectado lobo no início.

Segundo Maluf, uma em cada 10 mulhores ao redor do mundo tem ou vai ter câncer de mama. A blogueira Margareth Vicente , do grupo Amigas de Peito, com 3 mil seguidoras, comentou o compartilhamento de experiências.

Outubro Rosa é um movimento internacional de conscientização sobre o câncer de mama e prevenir é o melhor caminho. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), no Brasil, em 2014, são esperados 57.120 casos novos da doença.