Sydney tem novas leis para combater violência por consumo de álcool

  • Por Agencia EFE
  • 23/02/2014 23h24

Sydney (Austrália), 24 fev (EFE).- A cidade de Sydney tem a partir desta segunda-feira novas medidas para combater a violência por consumo de álcool, após a morte de um jovem que recebeu um soco durante as comemorações do ano novo nessa cidade.

As leis aprovadas pelo Parlamento do estado de Nova Gales do Sul, cuja capital é Sydney, obriga os bares e outros locais com licença para vender álcool, do centro da cidade, a fechar suas portas à 1h30 e a deixar de servir bebidas às três.

Também não se poderá vender álcool nas lojas de todo o estado depois das dez da noite.

O assistente do delegado da Polícia de Nova Gales do Sul, Mark Murdoch, disse à emissora local “ABC” que a implementação da lei aconteceu sem problemas, embora o grande teste será este fim de semana, quando acontece o popular desfile de homossexuais e lésbicas, que reúne milhares de pessoas nas ruas do centro.

Esta lei foi proposta após a forte pressão pública gerada pelas mortes de Thomas Kelly e Daniel Christie, ambos de 18 anos, depois de receber socos, respectivamente, em julho de 2012 e durante as últimas celebrações de Ano Novo, no popular bairro de Kings Cross.

Um recente estudo do Conselho Nacional Australiano sobre Drogas assinala que uma de cada oito mortes e uma de cada cinco hospitalizações de australianos menores de 25 anos estão vinculadas com o consumo de álcool. EFE