Ônibus de SP terá tarifa de R$ 3,50; Metrô e CPTM devem acompanhar o valor, mas governo nega

  • Por Jovem Pan
  • 26/12/2014 18h15
SÃO PAULO,SP,25.12.2014:CPTM-MOVIMENTAÇÃO - Movimentação na estação do Brás da CPTM, em São Paulo (SP), nesta quinta-feira (25), feriado de Natal. (Foto: Rogerio Cavalheiro/Futura Press/Folhapress)Movimentação CPTM

As passagens de Ônibus de  São Paulo devem ser reajustadas para R$ 3,50 a partir do dia 6 de janeiro de 2015. A informação está contida em um comunicado oficial que o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, fez para a Câmara Municipal na tarde desta sexta-feira (26), como pede a Lei Orgânica do Município. De acordo com o documento, o mesmo valor deve ser aplicado na tarifa do Metrô e da CPTM.

No comunicado à Câmara, a Secretaria Municipal de Transportes informa que o Governo do Estado se compromete a aplicar os mesmos reajustes nos trens do Metrô e da CPTM, além de manter a mesma tarifa nos Bilhetes Únicos temporais de integração. 

A nota também tratava da tarifa zero no transporte coletivo para estudantes das redes públicas de educação do ciclo básico (fundamental e médio), além de oficializar que os Bilhetes Únicos Temporais, 24 horas, semanal e mensal continuarão praticando o valor e R$ 3,00.

De acordo com a Prefeitura, apenas 8% do usuários vão pagar a tarifa reajustada. Estudantes de escolas privadas do ciclo básico ou superiores que não sejam atingidos por projetos sociais do Governo Federal continuam com 50% de desconto na tarifa.

Governo nega informação

Em nota à Rádio Jovem Pan, o Governo do Estado negou que o novo valor da tarifa seja de R$ 3,50. O texto do comunicado diz que: “não procede a informação de que o Governo do Estado defende tarifa de R$ 3,50 para o próximo ano. Não há nenhuma definição sobre o assunto. Qualquer outra informação não passa de especulação” 

Em um evento na manhã desta sexta-feira, o Governador Geraldo Alckmin afirmou que um reajuste será realizado em 2015, porém disse que ainda não existe um valor definido. Confira aqui.