Taxista que não teria dinheiro no momento do assalto é morto na zona sul

  • Por Jovem Pan
  • 13/11/2015 07h49
SÃO PAULO,SP,13.11.2015:VIOLÊNCIA-SP - Taxista de 27 anos é morto após deixar passageira na Rua Renato Birolli, no Capão Redondo, Zona Sul de São Paulo (SP), na noite desta quinta-feira (12). O taxista foi abordado por dois bandidos em uma moto. Sem dinheiro no momento do assalto, o criminoso revoltado sacou a arma e atirou contra o taxista. Ferido na cabeça, a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no PS Campo Limpo. O caso foi encaminhado ao 47º DP. (Foto: Edu Silva/Futura Press/Folhapress)O taxista estava sem dinheiro quando foi abordado por dois bandidos em uma moto. O criminoso revoltado

Taxista é morto a tiro por assaltantes na região do Capão Redondo, na Zona Sul de São Paulo. Charles Silva Dias, de 26 anos, chegou a ser socorrido, mas não resistiu ao ferimento.

Ele foi atacado por volta de 21h30 desta quinta-feira na Rua Renato Birolli, no Parque do Engenho. O taxista chegou ao local trazendo uma funcionária do Hotel Transamérica, que fica na Marginal do Pinheiros, em Santo Amaro.

Assim que a passageira desceu, o taxista foi abordado por dois homens que surgiram em uma motocicleta. Não se sabe se o motorista teria reagido, levando um dos bandidos a atirar, atingindo o rosto da vítima.

Segundo o pai da vítima, que dividia o carro com Charles no exercício da profissão, o taxista não tinha dinheiro vivo no momento do assalto, o que irritou o assaltante que efetuou o disparo.

Após o tiro, a dupla fugiu, e Dias foi levado por uma equipe da PM para o pronto-socorro do Campo Limpo, onde ele morreu. O latrocínio foi registrado no 47º Distrito Policial, do Capão Redondo, e será investigado pelo DHPP.

Por Paulo Edson Fiore, repórter JP

Com informações complementares do G1 e da Folhapress