TCU investiga nova fraude na Petrobras, desta vez envolvendo medicamentos

  • Por Estadão Conteúdo
  • 27/06/2016 09h51
Tribunal de Contas da União

O Tribunal de Contas da União (TCU) investiga a compra irregular de medicamentos por funcionários da Petrobras que lesou a empresa em R$ 6 milhões por mês. A denúncia foi divulgada, no passado domingo (26), pelo programa Fantástico, da TV Globo. O esquema ilegal de compra de remédios, benefício concedido a 300 mil pessoas, representava um gasto de R$ 20 milhões (30% deles sob suspeita de fraude) aos cofres públicos.

A compra só podia ser feita pelo beneficiário em farmácias credenciadas, com receita em seu nome e cartão do plano de saúde da empresa. Foram identificadas mais de 13 mil receitas irregulares em seis meses. Em razão dos desvios, o esquema foi suspenso em setembro de 2015.

À revista eletrônica, a estatal petrolífera informou que os funcionários que cometeram irregularidades podem perder seus cargos e ter de ressarcir a companhai dos valores gastos indevidamente.