Tempestade com raios e fortes ventos derruba árvores e assusta paulistanos de madrugada

  • Por Jovem Pan
  • 03/10/2015 10h36
SÃO PAULO,SP,03.10.2015:QUEDA DE ÁRVORE-TERMINAL BANDEIRA - Queda de árvore de grande porte dentro do Terminal de Ônibus da Praça da Bandeira, em São Paulo, SP, neste sábado (3), devido as fortes chuvas que atingiram a cidade. Não houve vítimas. (Foto: Chello Fotógrafo/Futura Press/Folhapress) Chello Fotógrafo/Futura Press/Folhapress Chuva derruba árvore de grande porte sobre o Terminal Bandeira

Uma forte chuva colocou a cidade de São Paulo em estado de atenção para enchentes na madrugada deste sábado (03). De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura (CGE), a área de instabilidade veio do interior e provocou raios e rajadas de vento.

Foram vistos muitos semáfaros quebrados ou no amarelo piscante pela cidade, como nos bairros de Moema e Vila Olímpia. Há registros ainda de ao menos cinco árvores caídas, de acordo com os bombeiros, como uma de grande porte que interceptou passarela no Terminal Bandeira, no centro, como mostram as fotos acima.

A prefeitura informou que a retirada da árvore deve ser feita até o final da tarde deste sábado. O acesso de duas linhas de ônibus foi interditado e os pontos de parada foram transferidos para fora do terminal até que sejam realizados os reparos no local. A árvore atingiu a fiação e a rede aérea.

A tempestade se concentrou, porém, nas zonas norte e oeste da capital paulista, sendo que o bairro da Freguesia do Ó registrou maior volume de precipitação. O temporal também deixou um ponto de alagamento intransitável na pista central da Marginal do Tietê, no sentido Castello, próximo à Ponte Jânio Quadros, e um ponto de alagamento trânsitável Túnel Max Feffer, em Pinheiros, na Avenida Cidade Jardim.

Às 10h20, apenas dois pontos de alagamento permaneciam na cidade, ambos transitáveis: um no Butantã (Av. Vital Brasil próximo à Av. Francisco Morato) e outro em Pinheiros (na Av. Magalhães de Castro, sentido Castelo, próximo à Av. Roberto Zuccolo). Outros seis pontos de alagamento foram registrados, mas já normalizados durante a madrugada, totalizando oito.

Raios são vistos após as fortes chuvas na região central de São Paulo durante a madrugada deste sábado (3). (Foto: Adailton Damasceno/Futura Press/Folhapress)

As linhas 2-Verde e 3-Vermelha do metrô, que começa a funcionar às 4h40, tiveram a velocidade dos trens reduzida, mas a situação também já foi normalizada.

A cidade deixou o estado de atenção às 4h55 da manhã, mas como percebemos pelas redes sociais os trovões, raios e as rajadas de vento acordaram muita gente pela madrugada. Veja algumas reações registradas por paulistanos no Twitter:

Tempo

De acordo com o CGE, uma frente fria deve mudar o tempo na capital neste fim de semana e irá provocar chuvas mais generalizadas e o declínio das temperaturas.

Para este sábado, a previsão é de que as temperaturas variem entre mínimas de 20º e máximas de 26º. As chuvas devem ocorrer na forma de pancadas isoladas. Já para o domingo, a previsão é de tempo fechado com chuvas fracas e chuviscos, além de um declínio “significativo” das temperaturas, segundo a CGE. Os termômetros devem oscilar entre mínimas de 16ºC e máximas de até 22ºC.

Com informações do repórter Jovem Pan Gabriel Medina e da Agência Estado