Tempestade Erika obriga Dominica a declarar 9 regiões como zonas de desastre

  • Por Agencia EFE
  • 30/08/2015 22h39

San Juan, 30 ago (EFE).- O governo de Dominica declarou nove áreas do país como zonas de desastre por conta das chuvas torrenciais que caíram sobre esse pequeno território do Caribe Oriental na última quinta-feira durante a passagem da tempestade tropical Erika.

Em declarações aos jornais locais, o primeiro-ministro de Dominica, Roosevelt Skerrit, afirmou que a decisão foi tomada após o registro de mortes e de danos materiais provocados pela passagem da tempestade.

“Dominica foi gravemente afetada pela tempestade tropical Erika na quinta-feira. Como consequência disso, a ilha experimentou chuvas com acumulo de até dez polegadas em um período de seis horas”, disse o chefe do Executivo.

Segundo Skerrit, o resultado foi o transbordamento de rios, a morte de cidadãos e o deslocamento de centenas de moradores.

“Sofremos graves prejuízos no Aeroporto Douglas-Charles, na malha viária, nas redes elétrica e de telecomunicações e nos serviços de abastecimento de água”, ressaltou Skerrit.

O número de vítima provocado pela passagem de Erika por Dominica ainda é incerto, já que as equipes de resgate permanecem trabalhando nas regiões mais isoladas. O jornal “TheDominican.net” informou que até ontem os bombeiros buscavam 20 pessoas que continuam desaparecidas em Petite Savanne.

Os corpos de 12 pessoas foram recuperados em meio aos escombros em Petite Savanne, enquanto em outras áreas do país foram confirmadas 8 mortes, incluindo a de duas crianças e seu avô na cidade de Good Hope. EFE