Terremoto deixa cerca de 200 pessoas isoladas em rota de trilha no Nepal

  • Por Agencia EFE
  • 28/04/2015 17h13

Katmandu, 28 abr (EFE).- Cerca de 200 pessoas, entre elas aproximadamente 50 turistas estrangeiros, continuam isoladas em uma cidade ao norte de Katmandu após o terremoto de 7,8 graus na escala Richter que atingiu o Nepal no sábado, informou à Agência Efe nesta terça-feira o diretor do Departamento de Turismo do país, Tulasi Prasad Gautam.

Essas pessoas estão na região de Godhatabela, na popular rota de trilha do vale de Langtang, de onde não podem sair já que as estradas estão danificadas.

“Não estão desaparecidos, mas isolados. As estradas dessa popular rota de trilha estão quebradas e várias pontes caíram devido ao terremoto”, afirmou o representante do órgão.

Segundo Prasad, as equipes de resgate tentam resgatá-los com helicópteros, mas ainda não chegaram ao local por causa do mau tempo. O diretor acrescentou que os isolados foram avistados de helicópteros e estabeleceram contato por telefone, pelo qual garantiram que têm comida e que estão “a salvo”. Prasad disse desconhecer a nacionalidade dos estrangeiros.

Um terremoto de 7,8 graus na escala Richter atingiu grande parte do vale central do Nepal, deixando casas destruídas, estradas destroçadas e as telecomunicações e conexões elétricas muito danificadas na região, onde se encontra Katmandu.

O número de mortos pelo terremoto chegou a 5.057 e o de feridos a 10.915, enquanto o número de refugiados internos ultrapassou a marca de 450 mil pessoas, segundo a última apuração do Ministério do Interior.

Os trabalhos de resgate continuam dificultados pelo tempo ruim e pelas dificuldades do país asiático para responder a um desastre de tamanha magnitude. EFE