Tesoureiro de basílica romana depõe no Vaticano por desvio e apropriação

  • Por Agencia EFE
  • 05/07/2014 14h34

Cidade do Vaticano, 5 jul (EFE).- O sacerdote polonês Bronislaw Morawiec, tesoureiro da basílica romana de Santa Maria Maggiore, prestou depoimento neste sábado perante o Tribunal do Estado da Cidade do Vaticano sobre sua gestão econômica à frente da igreja, informou a imprensa italiana.

De acordo com as fontes, Morawiec é acusado de desvio de fundos e apropriação indevida de bens por um valor calculado em 1,8 milhões de euros.

Morawiec foi intimado a depor por sua atividade na basílica depois que a Prefeitura de Assuntos Econômicos da Santa Sé encontrasse certas irregularidades nas contas de Santa Maria Maior.

A audiência deste sábado é a primeira deste processo judicial que poderá se estender por várias semanas.

A Prefeitura Vaticana de Assuntos Econômicos é o organismo encarregado de supervisionar as finanças e o patrimônio da Santa Sé, entre outras funções. EFE