TIM monitora situação da Oi e afirma que poderá avaliar o ativo no ano que vem

  • Por Estadão Conteúdo
  • 23/09/2016 08h31
TIM

A TIM está monitorando a situação da Oi, que está em recuperação judicial, mas avalia que a situação só deve ficar mais clara em 2017, segundo o diretor de relações com investidores da TIM, Rogério Tostes. “A Oi precisa que algumas coisas sejam endereçadas para virar um ativo atrativo. A dívida deles ficou muito grande para a geração de caixa. Há contingências e multas”, disse.

“Acompanhamos de perto e, se esse cenário mudar, é uma obrigação olhar a Oi.” Tostes acredita que, caso o caminho escolhido pela Oi seja o da consolidação, a tendência é que isso aconteça com uma rival no País. No ano passado, rumores sobre uma fusão entre TIM e Oi não se concretizaram.