Tiroteio perto de Hebron deixa um civil israelense morto e dois feridos

  • Por Agencia EFE
  • 14/04/2014 15h44

Jerusalém, 14 abr (EFE).- Pelo menos um civil israelense morreu e outros dois ficaram feridos nesta segunda-feira em um tiroteio ocorrido na estrada 35, próxima à cidade cisjordaniana de Hebron, informou o exército de Israel em comunicado.

Fontes de segurança explicaram à Efe que o fato ocorreu no meio da tarde nas imediações do cruzamento de Idhna, cerca de 30 quilômetros ao sul de Jerusalém, quando a maior parte dos judeus se dirigiam para preparar o jantar do Seder, que inicia a Páscoa.

As vítimas, baleadas por um pistoleiro aparentemente de origem palestina, são um homem de 40 anos, que morreu na própria cena do crime, sua mulher de 28 anos, que sofreu ferimentos leves, e um filho de nove anos, também levemente ferido, explicou o porta-voz da polícia israelense, Miki Rosenfeld.

Logo após o atentado, as tropas israelenses cortaram a estrada, cercaram a área, bloquearam as entradas e saídas aos povoados palestinos e empreenderam a busca pelo atirador, que portava uma arma automática, na própria cidade de Idhna, acrescentou.

Testemunhas citadas pela imprensa local indicaram, por sua parte, que o ataque foi realizado por uma só pessoa, que disparou em várias ocasiões contra diversos veículos.

Este é o primeiro atentado com vítimas mortais israelenses que acontece em 2014.

Dez anos antes, um suicida matou 30 pessoas e feriu dezenas em um atentado ocorrido na noite de Páscoa em um hotel da cidade mediterrânea israelense de Netânia. EFE