Trem com refugiados que queriam chegar à Áustria é parado em fronteira

  • Por Agencia EFE
  • 03/09/2015 11h39

Budapeste, 3 set (EFE).- O trem que saiu nesta quinta-feira da estação Keleti em Budapeste, capital da Hungria, com centenas de refugiados rumo à fronteira com a Áustria foi parado na cidade de Bicske, a oeste da capital, onde os imigrantes estão sendo transferidos para um centro de apoio, informou a agência de notícias “MTI”.

A Polícia tentou desembarcar os cerca de 300 refugiados, para depois levá-los de ônibus a um centro de apoio não especificado, embora alguns deles tenham começado a protestar, por não querer ir para um acampamento.

Após várias tentativas fracassadas, a Polícia desistiu e os refugiados embarcaram de novo no trem, que continua parado na estação de Bicske, informou a “MTI”.

A Polícia húngara foi para o local com dezenas de agentes e com 20 veículos, entre eles ônibus.

Muitos dos 300 refugiados protestaram contra a medida, gritando “No camp! No camp!” (Não ao acampamento).

O trem tinha partido abarrotado de refugiados às 11h18 (horário local, 6h18 em Brasília) de Budapeste rumo à cidade de Sopron, no nordeste da Hungria, junto à fronteira com a Áustria, segundo a Efe pôde comprovar.

A informação da retenção do trem parece ter chegado com rapidez aos refugiados em Budapeste e no seguinte que partiu para Sopron já não havia refugiados.

A cidade de Bicske fica a menos de 10 quilômetros a norte de Felcsut, povoado natal do primeiro-ministro húngaro, o conservador nacionalista Viktor Orban, artífice da política de mão de ferro em relação aos refugiados na Hungria. EFE