Trem japonês “Maglev” bate outra vez recorde mundial de velocidade

  • Por Agencia EFE
  • 21/04/2015 02h12

Tóquio, 21 abr (EFE).- O trem japonês de levitação magnética “Maglev”, ainda em fase de testes e operado pela empresa ferroviária Central Japan Railway, bateu nesta terça-feira seu próprio recorde mundial de velocidade ao atingir 603 km/h menos de uma semana de quebrar a marca anterior.

A velocidade foi alcançada na via de testes de 42 quilômetros de extensão instalada na Prefeitura de Yamanashi, a 35 quilômetros ao oeste de Tóquio.

Com a atividade de hoje, a Central Japan Railway concluiu os testes para atingir as altas velocidades com o “Maglev” sem o registro de nenhum problema. O mesmo trem bateu o recorde mundial ao alcançar 590 km/h no último dia 16 de abril.

O “Maglev” funciona por meio de um sistema de levitação magnética que usa motores lineares instalados pertos dos trilhos. O campo magnético gerado faz com que o trem seja elevado até 10 centímetros acima da ferrovia e também o impulsiona, eliminando o contato e fazendo com que a única forma de atrito seja o ar.

A Central Japan Railway tem intenção de colocar o “Maglev” em funcionamento em 2027 entre a estação de Shinagawa, ao sul de Tóquio, e a cidade de Nagóia, no centro do Japão.

O trajeto, de 286 quilômetros e feito pelo trem-bala em 88 minutos, seria reduzido para 40 minutos com o “Maglev”. A expectativa é que o trem circule a uma velocidade máxima de 500 km/h quando começar a operar.

A Central Japan Railway pretende estender o serviço de Nagóia a Osaka, no oeste do país, em 2045. EFE

asb/lvl