Três estudantes muçulmanos morrem em tiroteio na Carolina do Norte

  • Por Agência EFE
  • 11/02/2015 14h28

Três estudantes muçulmanos morreram após serem atingidos por disparos feitos por um homem na noite de terça-feira em um apartamento perto do campus da Universidade da Carolina do Norte, em Chapel Hill (EUA), confirmou nesta quarta-feira a polícia local.

O escritório do delegado do condado de Chatham afirmou que o autor dos disparos, Craig Stephen Hicks, de 46 anos, se entregou às autoridades “sem incidentes”.

As vítimas são Deah Barakat, de 23 anos; sua esposa, Yusor Mohammad Abu Salha, de 21 anos, e sua irmã, Razan Mohammad Abu Salha, de 19 anos.

Barakat, de origem sírio-americana, era estudante do segundo ano de Odontologia da Universidade Estatal da Carolina do Norte, e Abu-Salha, da Universidade da Carolina do Norte.

Por enquanto, não há informações sobre o motivo do tiroteio, embora a polícia trabalhe com a possibilidade de que tenha a ver com uma discussão sobre o estacionamento na zona.

No entanto, e dada a religião das vítimas, o Conselho de Relações Islâmica-Americanas (CAIR, em sua sigla em inglês) pediu para frear as especulações sobre motivações religiosas no crime.

“Baseadas na brutal natureza do crime, as passadas declarações antirreligiosas do suposto autor e a vestimenta religiosa das vítimas, pedimos às forças de segurança que freiem rapidamente a especulação sobre preconceitos religiosos neste caso”, indicou Nihad Awad, presidente do CAIR em comunicado.