Três suspeitos de assassinarem PM são mortos pela Rota

  • Por Gabriel Medina/ Jovem Pan
  • 16/03/2015 18h05

Três suspeitos são mortos após assassinato de um policial militar na zona norte de São Paulo, na última segunda-feira.

Por volta das seis da manhã, cinco homens abordaram o cadete Raphael Camilo Passos, de 23 anos, e seu primo, de 22, quando eles saíam de casa na Rua Marinheiro, no bairro do Tucuruvi.

O policial reagiu a tentativa de assalto, se envolveu em um tiroteio e acabou ferido.

Ele chegou a ser levado para o Hospital do Mandaqui, mas não resistiu aos ferimentos.

Um dos criminosos morreu no local, outro foi socorrido ao Pronto-Socorro de Santana, também na zona norte, e o restante fugiu.

Dentro de uma carro que foi usado na ação, a polícia encontrou o documento de um dos bandidos.

Mais tarde, uma equipe do policiamento militar foi ao endereço, no bairro Parque Novo Mundo, a oito quilômetros da rua onde Passos foi morto, e chamou reforço da Rota.

O capitão Cássio de Araújo, coordenador operacional da ROTA, conta que os policiais foram rebidos a tiros após uma abordagem a uma residência no bairro.

Os suspeitos não resistiram aos ferimentos. Três morreram e um foi baleado. A Rota ainda apreendeu quatro armas.