Tropas americanas começam a deixar o Iêmen depois de escalada da violência

  • Por Jovem Pan
  • 21/03/2015 16h55

O exército dos Estados Unidos começa a retirar cerca de 100 unidades de operação especial do território do Iêmen por causa da escalada de violência na região. O grupo extremista Estado Islâmico tem realizado atentados no país: o mais recente matou 154 pessoas em explosão em mesquita.

Além da falta de segurança imposta pelos atos dos jihadistas, centenas de prisioneiros da al-Qaeda fugiram da cadeia entre quinta (19) e sexta-feira (20), o que aumentou o risco. As tropas americanas estavam no território com o objetivo de conter o domínio da organização terrorista.

No mês passado, os Estados Unidos também fecharam a embaixada na capital Saná depois que o grupo rebelde Houthi assumiu o controle político. Por anos o governo americano e iemenita trabalharam em parceria para conter as forças da al-Qaeda no país, mas o a situação ficou crítica depois que o presidente Abd-Rabbu Mansour Hadi e o primeiro-ministro Khaled Baha anunciaram renúncia por pressão dos rebeldes.

As informações são do portal CNN.