Tunísia fecha principal avenida da capital por ameaça de atentados

  • Por Agencia EFE
  • 07/09/2015 17h39

Túnis, 7 set (EFE).- O Ministério de Interior da Tunísia anunciou nesta segunda-feira que fechou a avenida Habib Bourguiba, principal eixo da capital, à passagem de veículos “por razões de segurança” de quarta-feira até a segunda-feira, 12 de setembro.

A via havia sido fechada dias atrás e reaberta mais tarde, sem anúncio oficial e entre crescentes rumores entre a população e a imprensa de que existia o risco de atentados com carro-bomba.

No domingo, uma fonte de segurança não identificada declarou à agência oficial tunisiana “TAP” que o fechamento se devia a sérias ameaças de veículos com explosivos e pedestres suicidas com cintos-bomba.

A avenida Bourguiba é uma área comercial e de expansão da capital, salpicada de cafés, hotéis, bancos, lojas e espaços de lazer cultural mais importante do país.

Cenário e símbolo das mobilizações que em 2011 acabaram com a ditadura de Zine el Abedin ben Ali, nela também fica o blindado Ministério do Interior, a catedral de Túnis e a embaixada da França, além das vias do bonde que cruza a cidade.

Esta será a terceira vez que ela é fechada ao tráfego desde que em 18 de março um atentado jihadista no museu do Bardo, o mais importante da capital, deixou 21 turistas estrangeiros mortos. EFE