Turquia abre campo no Iraque para yazidíes que fogem dos jihadistas

  • Por Agencia EFE
  • 14/08/2014 06h41

Ancara, 14 ago (EFE).- A Turquia anunciou nesta quinta-feira que abriu um campo de refugiados no norte do Iraque, perto da fronteira, com capacidade para acolher cerca de cinco mil yazidis que fogem dos jihadistas do Estado Islâmico (EI).

O vice-primeiro-ministro turco, Besir Atalay, disse à imprensa em Ancara que o campo, levantado na cidade de Zajo, opera desde a manhã de hoje e que já começaram a chegar refugiados.

Atalay explicou que todas as necessidades dos refugiados serão cobertas por Ancara e declarou que 1.700 yazidis cruzaram a fronteira com a Turquia e foram hospedados em edifícios públicos e escolas.

“Há yazidis (que vivem) na Turquia. Eles também acolhem esses refugiados em seus povos. Há uma tragédia humana na fronteira. Pode chegar mais gente”, anunciou o vice-primeiro-ministro.

“Preferimos dar refúgio no lado iraquiano da fronteira”, explicou Atalay.

O campo é coordenado pelo escritório turco de gestão de desastres e emergências (AFAD), que ontem advertiu que 6.500 yazidis buscavam refúgio na fronteira sudeste da Turquia.

A AFAD coordena a distribuição de cobertores, sacos de dormir, comida e água potável entre os yazidíes que conseguiram fugir das forças jihadistas.

Atalay anunciou também que outro campo está sendo montado na cidade iraquiana de Duhok para acolher cerca de 20 mil turcomanos do Iraque que também fogem da violência do EI.

“Todas as necessidades do campo serão dadas pela Turquia, mas o campo será entregue aos turcomanos para que seja administrado por eles mesmos”, precisou.

Ancara já enviou 110 caminhões com ajuda humanitária para os turcomanos iraquianos. EFE