Turquia adverte emissora de TV por usar palavra turca “Tanri” em vez de “Alá”

  • Por Agencia EFE
  • 12/02/2015 11h10

Ancara, 12 fev (EFE).- O órgão regulador de audiovisual da Turquia advertiu uma emissora de televisão privada por ter usado na dublagem de uma série francesa a palavra turca “Tanri”, que significa deus, em vez da árabe “Alá”, ao entender que isso pode afetar a concepção religiosa das crianças.

O Conselho Supremo de Rádio e Televisão (RTÜK) turco considerou como um insulto “aos valores nacionais e sentimentais da sociedade” o uso desse vocábulo na transmissão, no último dia 28, de um capítulo da série cômica “Vous Les Femmes” na emissora privada “TV2”.

“Quase toda a sociedade turca é muçulmana. Nas sociedades muçulmanas, Alá é um e único”, argumenta o órgão, cujos membros são escolhidos pelo parlamento sob proposta dos partidos.

O islamita Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP) ostenta a maioria absoluta no Legislativo e tem cinco dos nove membros do Conselho.

“Inclusive, se não for uma produção local, o uso dessas palavras na Turquia, durante o dia, quando as crianças podem estar assistindo, poderia afetar negativamente à percepção que elas têm de Alá”, diz o RTÜK em sua nota de advertência.

Ali Oztunç, um membro do órgão e representante do principal partido da oposição, o social-democrata CHP, declarou nesta quinta-feira à Agência Efe que a advertência é algo absurdo e reflete “a atitude fascista dos membros do partido governante no RTÜK”.

“Em turco, Tanri é a palavra para deus. Também usamos a palavra Alá, que entrou em nosso idioma do árabe. Os árabes cristãos também usam Alá. A decisão não tem outra base que não seja o enfoque autoritário do partido do governo e seu reflexo no RTÜK. É uma tragicomédia e um perigoso sinal para a liberdade de imprensa”, denunciou Oztunç.

O “RTÜK” já multou a emissora uma vez por um capítulo da mesma série, no qual duas mulheres falavam sobre preservativos com sabor de morango. EFE