UKIP, de Nigel Farage, vence eleições europeias no R. Unido com 27,49%

  • Por Agencia EFE
  • 26/05/2014 11h54

Londres, 26 mai (EFE).- O antieuropeu Partido da Independência do Reino Unido (UKIP), de Nigel Farage, se consolidou nesta segunda-feira como o vencedor das eleições europeias com 24 eurodeputados e 27,49% dos votos, faltando a atribuição de três das 73 cadeiras britânicas na Eurocâmara.

Embora a apuração de votos ainda não tenha sido encerrada na Irlanda do Norte, o populista UKIP aparece como vencedor de umas eleições que castigaram com dureza os liberais-democratas de Nick Clegg.

Até o momento, o UKIP, que reivindica uma separação da União Europeia (UE), somou 11 cadeiras a mais do que tinha em 2009, além de ter obtido sua primeira bancada na Eurocâmara na Escócia.

Em segunda posição do organograma nacional se situam os Trabalhistas de Ed Miliband, com 20 eurodeputados, após ter obtido um respaldo de 25,40% e, por consequência, garantindo mais sete vagas.

Restando apenas um ano para as eleições gerais do Reino Unido, o Partido Conservador do primeiro-ministro, David Cameron, se posiciona como a terceira força política com 19 eurodeputados, após ter perdido sete, com 23,9% dos votos.

Os Verdes ficaram com o quarto lugar em número de cadeiras na Eurocâmara – com três, uma a mais do que tinha até o momento -, enquanto o grande perdedor é a formação do vice-primeiro-ministro do Executivo de Londres, Nick Clegg, que enfrenta pressões de seu próprio partido para que renuncie.

O grupo do número dois do governo britânico, o liberal-democrata, só assegurou um de seus 11 eurodeputados e, com uma porcentagem de 6,87% dos votos, surge como a quinta força nacional.

Já o Partido Nacionalista Escocês (SNP), do independentista Alex Salmond, ficou em sexto lugar com 2,46% dos votos e assegurou duas cadeiras, as mesmas que os trabalhistas obtiveram nesta região, seguidos pelos conservadores e pelo UKIP, com uma cadeira cada um na Escócia.

Finalmente, o grupo nacionalista galês Plaid Cymru mantém seu eurodeputado, enquanto o ultradireitista British Nacional Party (BNP) perdeu os dois eurodeputados que alcançou em 2009, perante o empurrão de UKIP.

Aproximadamente 46 milhões de britânicos foram convocados às urnas na última quinta-feira para escolher seus 73 representantes na Eurocâmara, assim como para as eleições parciais na Inglaterra e Irlanda do Norte, que tiveram o Partido Trabalhista como vencedor, mas que confirmaram um significativo avanço do UKIP.

A participação do eleitorado no Reino Unido foi de 36%, muito abaixo da União Europeia (43,11%), mas acima de 34,7%, registrada em 2009. EFE