Últimos objetos pessoais de Napoleão guardados por seu criado serão leiloados

  • Por Agencia EFE
  • 29/01/2014 17h17

Paris, 29 jan (EFE).- Os últimos objetos pessoais de Napoleão, que o imperador utilizou nos dias prévios a sua morte no exílio de Santa Helena, foram conservados por seu criado e, posteriormente, por sua família, e serão leiloados em março em Paris, indicou nesta quarta-feira a casa de vendas “Osenat”.

A empresa de leilões espera obter entre 80 mil e 120 mil euros pela coleção de Achille Archambault, que começou como cuidador de cavalos d estábulo de Napoleão e acabou sendo seu servente pessoal.

Entre os objetos leiloados destaca-se a camisa que Napoleão usava no dia anterior a seu falecimento, que tem um bordado com a letra “N” e algumas manchas originais, indicou a casa de vendas.

A camisa, que como outros objetos leiloados tem uma inscrição original do imperador, tem um valor estimado entre 30 e 40 mil euros.

As mangas da última camisa que Napoleão vestiu serão vendidas por um preço de saída de entre 8 e 10 mil euros.

O lote inclui cintos que pertenceram a Napoleão e pedaços de pano obtidos a partir de outras peças de vestuário que podem ter sido usados para limpar o suor do imperador, que teve febre alta nos dias antes de sua morte.

Dos objetos expostos no castelo de Malmaison, nos arredores de Paris, uma parte da coleção foi leiloada em 1924, entre eles a camisa que o imperador vestia no dia de sua morte. EFE