União bloqueia mais R$ 140 milhões das contas do governo do Rio

  • Por Agência Brasil
  • 10/11/2016 14h20
POLÍCIA FEDERAL E RECEITA FEDERAL DEFLAGRAM OPERAÇÃO BEMOL Foz do Iguaçu/PR – Hoje, 05, a Polícia Federal e a Receita Federal deflagraram a Operação Bemol, que tem o objetivo de desarticular uma organização criminosa transnacional que, em menos de cinco anos, desenvolveu um esquema multimilionário de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Serão cumpridos 07 mandados de prisão preventiva, 34 mandados de prisão temporária, 25 mandados de condução coercitiva e 68 mandados de busca e apreensão nos municípios de Foz do Iguaçu/PR, Santa Terezinha de Itaipu/PR, Matelândia/PR, Cascavel/PR, Toledo/PR, Altônia/PR, Joinville/SC, Soledade/RS, Ribeirão Preto/SP e Monte Aprazível/SP. Estão envolvidos na ação 230 policiais federais e 30 servidores da Receita Federal. O grupo criminoso utilizava contas bancárias de 87 empresas, em geral fictícias, para receber vultosos valores de pessoas físicas e jurídicas, interessadas em adquirir mercadorias, drogas e cigarros provenientes do Paraguai, de diversos Estados brasileiros. Constatou-se que as empresas controladas pela organização criminosa investigada movimentaram mais de R$600 milhões de origem ilícita. Este grupo era responsável por conferir aparência lícita a recursos financeiros de origem criminosa e remeter esse mesmo dinheiro “sujo” ao Paraguai. Além dessas atividades, para atender as exigências de “doleiros” paraguaios, a organização criminosa também era responsável por transferir parte dos ativos ilícitos para contas bancárias brasileiras controladas por tais “doleiros”. A operação foi batizada de “Bemol” por possuir o mesmo propósito da Operação Sustenido, deflagrada há menos de um ano pela Polícia Federal e pela Receita Federal em Foz do Iguaçu, que desarticulou organização criminosa especializada na prática dos mesmos delitos investigados na Operação Bemol. A expressão Bemol é uma referência à teoria musical, visto que tanto o sustenido quReceita Federal

A União bloqueou nesta quinta-feira (10) mais R$ 140 milhões das contas do Tesouro Estadual do Rio de Janeiro. Ao todo, nesta semana, já foram bloqueados R$ 310 milhões das contas estaduais, segundo informou a Secretaria Estadual de Fazenda.

Dos R$ 140 milhões bloqueados, R$ 81 milhões são referentes à repatriação de recursos do exterior e R$ 59 milhões são do repasse do Fundo de Participação dos Estados. As verbas foram bloqueadas devido a dívidas do estado do Rio com a União.

De acordo com a secretaria, a medida afeta a gestão dos recursos do estado e compromete o pagamento de outubro dos servidores estaduais. A equipe econômica do estado está fazendo uma avaliação sobre o impacto desse novo bloqueio no caixa.