Unidade do Instituto do Câncer abre em Osasco para descentralizar atendimento na capital paulista

  • Por Jovem Pan
  • 11/08/2014 09h01

A primeira unidade do Instituto do Câncer de São Paulo fora da capital abre hoje em uma tentativa de descentralizar o atendimento. O prédio em Osasco só receberá pacientes encaminhados pela rede com diagnóstico já fechado.

A regulação de vagas continua sendo feita na Avenida Doutor Arnaldo, sede do ICESP. Falando a Thiago Uberreich, o diretor do Instituto do Câncer, oncologista Paulo Hoff, destacou que a unidade também desafoga o atendimento na capital.

*Ouça os detalhes no áudio

O diretor do Inca, Paulo Hoff, reitera que o Instituto do Câncer em Osasco só vai atender pacientes encaminhados pela rede. O oncologista Hézio Fernandes Júnior considerou a descentralização o futuro da saúde.

Fernandes Júnior lembrou ainda que quanto mais unidades, melhores são as chances de tratar dos tumores em estágio inicial. O Instituto em Osasco fará, em um primeiro momento, 480 atendimentos mensais, entre consultas médicas, sessões de quimioterapia e radioterapia.

O número total chegará a 3.500 quando a infraestrutura estiver totalmente implantada, em 2015. O Inca da Avenida Doutor Arnaldo têm 36 mil pacientes e 10 por cento poderão ser deslocados para a cidade da Grande São Paulo.