Vacina contra a dengue entra na última fase de testes e pode ser liberada em 2018

  • Por Jovem Pan
  • 11/12/2015 15h52
Os pais devem ficar atentos ao prazo para a segunda dose da vacinação

Os testes da vacina contra a dengue entram na terceira e última fase e a liberação poderá se dar em 2018. A autorização para o início da nova etapa de trabalhos foi dada pela Anvisa ao Instituto Butantan que fez o pedido em abril.

No total, 17 mil voluntários devem participar do processo com divisão em três faixas etárias: 2 a 6 anos; 7 a 17, e 18 a 59 anos.

A duração da fase depende de fatores como a velocidade no recrutamento das pessoas e a circulação dos quatro subtipos do vírus da dengue no país.

O Butantan prevê que, simultaneamente à condução da pesquisa, seja construída uma fábrica para produção da vacina.

O infectologista Caio Rosenthal destacou que, apesar do avanço, a vacina não terá eficácia para chikungunya e zika vírus.

“É uma vacina específica para sorotipos do vírus da dengue. Cada vírus tem uma estrutura genética diferente. Ela é feita para combater o vírus da dengue. Se tiver alguma alteração no seu código genético, como ocorre com o vírus da gripe e o chikungunya, ela já não funciona. Ela é feita especificamente para o vírus da dengue”, explicou.

O infectologista lembrou ainda que a terceira fase de testes é a mais demorada por causa do trabalho de campo. Oficialmente, o Ministério da Saúde não dá prazos para a liberação definitiva da vacina contra a dengue.

*Informações do repórter Thiago Uberreich