Vai viajar com as crianças? Veja a forma certa de usar a cadeirinha

  • Por Jovem Pan
  • 28/02/2014 17h32
DIVULGAÇÃO 90% das cadeirinhas de crianças estão instaladas inadequadamente nos carros

O uso da cadeirinha de carro é obrigatório no Brasil e quem não utilizá-la será punido com multa. Isso todos os pais sabem – ou pelo menos deveriam saber. Mas você tem ideia de como utilizar a cadeirinha corretamente e qual é a melhor opção?

Pensando nisso, listamos algumas recomendações para que você acerte na hora e comprar, instalar e manter a cadeirinha.

As cadeirinhas variam de acordo com a idade

Existem três tipos de poltronas para crianças. Em termos de segurança, o que interessa é o peso e a altura do seu filho, em relação ao que está escrito no manual de cada cadeirinha.

– Bebê-conforto: são cadeirinhas adequadas para bebês recém-nascidos até cerca de 9 kg (algumas até 13 kg), que devem ser colocadas de costas para o banco da frente do carro;

– Poltronas reversíveis: são cadeirinhas projetadas para carregar desde recém-nascidos até crianças de cerca de 16 kg ou mais, dependendo do modelo. Existem também poltronas não reversíveis, que só podem ser usadas viradas para a frente;

– Poltronas para o posicionamento do cinto do carro (boosters): são poltronas ou “banquinhos” que servem para a criança ficar mais alta e, dessa forma, usar o cinto normal do carro. Só podem usar esse tipo de poltrona crianças com mais de 4 anos de idade, segundo a resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito).

Aprendendo a instalar a cadeirinha

É preciso passar o cinto de segurança do veículo pelos locais indicados no manual de instrução do assento e apertar bem, até que a cadeira praticamente não se mexa. O ideal é subir na cadeira, para forçá-la contra o estofado e garantir que a instalação esteja realmente firme.

O melhor lugar para a instalação da cadeirinha é no assento do meio do banco traseiro, para diminuir o risco de um impacto no caso de acidentes.

Você saberá que seu filho está bem colocado se não conseguir “pinçar” o tecido usando os dedos polegar e indicador. Se o cinto estiver largo, além de a criança poder se soltar, no caso de acidente haverá um forte impacto do corpo dela com o cinto, o que pode provocar lesões graves.

Não use a cadeirinha só para viajar, ou apenas em distâncias mais longas. Acostume seu filho a usá-la sempre e nunca o carregue no colo (principalmente bebês). O corpo do adulto acaba esmagando a criança na hora do acidente, em vez de protegê-la.

Importante: Seu filho deve sair da maternidade já bem amarrado na cadeirinha. Ela deve ser comprada antes de o bebê nascer.

Veja as resoluções do Contran sobre o uso de cadeirinhas:

– Crianças de 0 a 1 ano têm que usar bebê-conforto ou poltrona reversível voltados para a traseira do veículo;

– Crianças de 1 a 4 anos têm de usar cadeirinha;

– Crianças de 4 a 7 anos e meio têm de usar assento de elevação, ou “booster”, com o cinto de segurança de três pontos do carro;

– Crianças de 7 anos e meio a 10 anos devem viajar no banco traseiro com o cinto de segurança do veículo.

– Se houver mais de três crianças abaixo de dez anos no carro, a mais alta pode ir no banco da frente com o dispositivo de retenção adequado.