Vendas do comércio no varejo retrocedem 0,9% em maio

  • Por EFE
  • 14/07/2015 10h47
Varejo

As vendas do comércio no varejo no Brasil retrocederam 0,9% em maio em comparação com abril e contraíram 4,5% com relação ao mesmo mês de 2014, informou nesta terça-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com os dados oficiais, neste ano as vendas do comércio no varejo acumularam até maio uma baixa de 2%, como reflexo dos problemas da economia brasileira, que segundo todas as projeções, inclusive as oficiais, contrairá neste ano pelo menos 1,2%.

No chamado comércio no varejo ampliado, que inclui os setores de automóveis e de construção, a contração em maio frente a abril foi de 1,8%, enquanto em comparação com maio do ano passado a queda foi de 10,4% e nos cinco primeiros meses de 2015 acumulou uma variação negativa de 7%.

Segundo o IBGE, a maior queda em maio foi registrada nas vendas de móveis e eletrodomésticos, com um retrocesso de 18,5% frente aos números do mesmo mês de 2014.

Das dez atividades analisadas, só apresentaram resultados positivos na mesma comparação a venda de produtos farmacêuticos, médicos e perfumaria (1,8%); equipes e materiais de escritório, informática e comunicação (0,3%) e artigos de uso pessoal e doméstico (0,2%).