Viaduto Santo Amaro é parcialmente liberado na zona sul de SP

  • Por Estadão Conteúdo
  • 06/09/2016 10h40
Defesa Civil monta estrutura para sustentação do Viaduto Santo Amaro, Zona Sul de São Paulo (SP), neste domingo (14). O viaduto ficará fechado por tempo indeterminado depois que dois caminhões se envolveram em um acidente na avenida dos Bandeirantes neste sábado (13). Com a batida, que ocorreu embaixo do elevado, houve uma explosão que comprometeu toda a estrutura. Segundo a Defesa Civil, a ideia é montar duas estruturas, uma em cada sentido da avenida dos Bandeirantes, para poder liberar a via. Renato S. Cerqueira/Futura PressViaduto Santo Amaro

As obras no Viaduto Santo Amaro, na zona sul da capital paulista, foram parcialmente concluídas nesta terça-feira, 6. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), estão liberadas três faixas em cada lado da via, uma para ônibus e duas para carros. A via de pedestres, diferentemente do que havia sido previsto, não foi concluída e os gradis ainda não foram colocados, segundo a companhia. 

A previsão inicial era entregar o viaduto entre junho e agosto. 

A via foi interditada no dia 13 de fevereiro, após incêndio causado por um acidente entre dois caminhões. Dias após o acidente que danificou a estrutura do viaduto, o prefeito Fernando Haddad (PT) afirmou que eram “muito remotas” as chances de recuperação. Segundo Haddad, o fogo atingiu a marca de 1.000° C e especialistas previam o comprometimento definitivo da estrutura de concreto, o que poderia levar à demolição.

A circulação de automóveis foi interrompida e o viaduto permaneceu fechado para o tráfego até 25 de fevereiro. Na ocasião, a Companhia de Engenharia do Tráfego (CET) liberou duas faixas, uma em cada sentido, para a circulação de ônibus. Dias depois, os táxis também tiveram permissão para trafegar.