Vice de Trump diz que evidências de hackeamento de e-mails apontam para Rússia

  • Por Estadão Conteúdo
  • 28/10/2016 13h33
Indiana Gov. Mike Pence announces that the Centers for Medicaid and Medicare Services had approved the state's waiver request for the plan his administration calls HIP 2.0 during a speech in Indianapolis, Tuesday, Jan. 27, 2015. (AP Photo/Michael Conroy) EFE Mike Pence

Mike Pence, candidato à vice-presidência dos Estados Unidos pelo Partido Republicano, afirmou que há “fortes evidências” e “inteligência significativa” indicando que a Rússia está por trás dos e-mails hackeados da equipe da campanha de Hillary Clinton.

Os comentários de Pence ocorrem na contramão de Trump, seu companheiro de chapa, que disse que os EUA “não fazem ideia” de quem está por trás dos ataques. A inteligência norte-americana culpou Moscou, afirmando que “baseado no escopo e sensibilidade” do material hackeado”, “apenas as autoridades russas poderiam ter autorizado essas atividades.”

Em uma entrevista nesta sexta-feira para a rede de televisão ABC, Pence disse que “certamente há fortes evidências” da participação da Rússia. 

Ele ainda afirmou que, se ele e Trump forem eleitos, eles irão “seguir os fatos.” 

“Certamente terão consequências muitos fortes se qualquer país estiver envolvido”, disse Pence.