Vice-diretor clínico do Hospital Sírio-Libanês é baleado dentro de consultório

  • Por Jovem Pan
  • 16/09/2014 10h24

O vice-diretor clínico do Sírio-Libanês foi baleado em seu consultório por paciente, que também era médico, e se suicidou após o crime. O fato ocorreu por volta de 16h desta segunda-feira (15), no quarto andar do edifício Medical Center, na Rua Dona Adma Jafet, 50, em frente ao hospital.

Daniel Edmas Forti, de 42 anos, médico no Rio, que teve registro cancelado, se tratava com o urologista Anuar Ibrahim Mitre, de 65 anos, há cinco anos. A secretária, que presenciou o crime e prestou depoimento à polícia, conta que o médico chegou ao consultório sem horário marcado.

E assim que outro paciente saiu da sala de atendimento, Daniel Edmas Forti falou um palavrão e disparou contra o urologista. De acordo com as testemunhas, em seguida, ele caminhou em direção ao elevador e atirou contra a cabeça, morrendo na hora.

*Ouça os detalhes no áudio

O porta-voz da Polícia Militar revelou que o vice-diretor clínico do Sírio-Libanês foi atendido ainda consciente, apesar da gravidade das lesões. Falando a Anderson Costa, o Capitão da PM Emerson Massera descreveu a ocorrência, registrada no quarto Distrito Policial, da Consolação.

Em entrevista a Gustavo Aguiar, o clínico-geral do Sírio-Libanês, Alfredo Salim Helito, contou que Anuar Ibrahim Mitre foi socorrido no próprio hospital. O consultor da Jovem Pan informou que a cirurgia transcorreu bem e que agora é preciso aguardar a evolução do estado de saúde do médico.

Especializado em urologia, Anuar Ibrahim Mitre atua também no Conselho Consultivo do Instituto de Ensino e Pesquisa do Sírio-Libanês. O médico é ainda professor associado na Universidade de São Paulo, tanto nos cursos de graduação como de pós-graduação.

O vice-diretor clínico do Sírio-Libanês atua também no Departamento de Laparoscopia da Sociedade Brasileira de Urologia. Mitre lecionou na França, como assistente estrangeiro da Faculdade de Medicina Necker Enfants-Malades da Universidade de Paris 5.