Vice-presidente leonês está em quarentena após guarda-costas morrer por ebola

  • Por Agencia EFE
  • 28/02/2015 23h28

Redação Central, 1 mar (EFE).- O vice-presidente de Serra Leoa, Alhaji Samsumana, se colocou em quarentena após um de seus guarda-costas morrer pelo vírus de ebola, segundo fontes oficiais citadas este domingo pela imprensa local.

O vice-presidente leonês vai ficar afastado por 21 dias para se assegurar que está livre da doença, informou este sábado o vice-ministro de Informação, Theo Nicol, segundo o jornal “Sierra Leona Times”.

O guarda-costas do vice-presidente, identificado como John Koroma, morreu pelo vírus de ebola.

O presidente de Serra Leoa, Ernest Bai Koroma, retirou o passado 23 de janeiro as medidas de quarentena nos distritos onde tinham sido impostas para combater o ebola no país que mais casos registrou, com 10.340 contágios e 3.100 mortes.

Mais de 3.100 pessoas morreram em Serra Leoa por causa da epidemia de ebola, que tirou cerca de 8.600 vidas após contagiar mais 21.600 pessoas principalmente em África Ocidental, segundo os últimos dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). EFE